(41) 3262-7769 | Whatsapp: (41) 99963-0070 [email protected]

Cada planta precisa de um estilo de vida diferenciado.

Um belo jardim ou uma folhagem no meio da sala sempre encanta tanto os moradores, quanto os visitantes. Porém, nem sempre é possível ter as plantas que planejamos, por exemplo, quando moramos em casas em condomínio fechado. A estética é fundamental nesses locais, por isso, via de regra, as plantas são definidas pelo síndico ou responsáveis pelo condomínio.

Mas da porta para dentro, a autonomia do morador é diferenciada, e muitas plantas sobrevivem e gostam do ambiente fechado. Algumas delas não tem estrutura para conviver com as mudanças climáticas bruscas de locais mais abertos, por isso são indicadas para encher nossas casas de alegria.

É comprovado cientificamente que quem cultiva plantas, principalmente no ambiente interno, faz isso por amor, e é mais feliz ao ver a beleza do crescimento das suas plantas, que são tratadas com tanto carinho, como se fosse um animalzinho de estimação. Elas precisam de sons, de conversas e de afeto tanto quanto os demais seres vivos, por isso enchem a casa de energia positiva.

As plantas contribuem com a decoração e harmonia dos ambientes, elas são parte de atividades terapêuticas, por exemplo. A vitalidade das plantas mexe com a rotina e a sensação do ambiente onde elas estão instaladas. Muitas contagiam os locais com as cores e perfumes que exalam em diferentes épocas do ano. Mas assim como as pessoas, cada planta tem o seu comportamento e temperamento, por isso são indicadas para locais específicos, e isso deve ser respeitado para que elas consigam ter mais possibilidade de sobreviver no ambiente.

Mas afinal, como decidir o ambiente ideal para as plantas? Quais espécies tem mais facilidade para viver dentro de casa? Se você está buscando estas respostas, leia este post!

As plantas de espécies tropicais

Essas plantas se adaptam muito bem aos diversos ambientes de uma casa e podem fazer parte da decoração. É preciso sempre levar em consideração as orientações quanto ao período que devem ser regadas e o contato com a luz natural. Por exemplo, é recomendado que no início da manhã e no final da tarde elas podem ser movidas de lugar para receber um pouco de sol.

Essas plantas podem ser plantadas em vasos que estarão dispostos ao longo dos ambientes, ou então, pode-se criar um espaço específico como um jardim interno, onde elas fiquem diretamente na terra, sem que possam ser movidas. Nesse caso, é importante pensar no local mais adequado já que as plantas precisam de sol e ar puro.

Criando um jardim oriental

Muitos imóveis contam com salas amplas e espaços personalizados onde possa ser construído um jardim oriental para plantio de diversas espécies. Em especial, as plantas orientais devem ocupar esses espaços por promover uma renovação da energia da casa e, também é possível criar um espaço para meditação e prática para yoga, para os que gostam deste estilo de vida.

Esse projeto tem algumas características especiais que deixam o ambiente mais harmonioso e interessante, já que além das plantas são utilizadas pequenas pedras para criar desenhos, também podem ser utilizados os bambus e as flores copo de leite para completar esse ambiente.

O interessante desse tipo de jardim é que as plantas não precisam de muita luz natural e somente requer ventilação, por isso são tão indicadas para o ambiente interno.

As plantas suculentas

Essas são as tendências para decoração interna das residências, isso porque, elas não demandam de muitos cuidados específicos e são as mais indicadas para quem tem uma rotina mais corrida e atribulada.

São várias as espécies de suculentas que combinam com os ambientes de uma casa. Elas não precisam de muita água para sobreviver, e no inverno, por estar mais úmido e frio, só são regadas uma vez por mês. Elas costumam crescer rapidamente e abrilhantar o ambiente com os seus formatos.

A conhecida Espada-de-São Jorge

Quantas vez você não visitou casas à venda do CIC e se deparou com a espada-de-São Jorge? Talvez os moradores nem conheçam toda força dessa planta, mas se encantam pela beleza. Essa planta carrega uma mistura de cultura e mística que surpreende à todos. Os devotos de São Jorge acreditam que através dessas plantas as energias são recarregadas o lar ficara mais protegido.

Mas para aqueles que desconhecem a parte mitológica, o interessante dessa planta é facilidade do cultivo, já que elas não demandam de muitos cuidados específicos para o seu rápido crescimento.

Pensando na decoração, a Espada-de-São Jorge é ótima para decorar os ambientes. São colocadas em vasos na sala e varanda das casas, elas precisam de pouca iluminação, e quando colocar no sol, que seja o mais fraco das manhãs para evitar que eles fiquem manchadas ou tenham queimaduras.

Mas cuidado, essas plantas são tóxicas! Então, se você tem um animalzinho de estimação ou crianças em casa, evite o contato com a Espada-de-São Jorge, se ingerida, pode causar intoxicações graves.

As famosas orquídeas

Para os amantes das flores e plantas, com certeza em sua casa haverá um vaso com uma linda orquídea. Essa talvez seja a espécie que mais decora os lares brasileiros em todos os cantos do país.

Apesar de requer um cuidado todo especial, as orquídeas têm até fã clube e exposições criadas pelos seus apreciadores. Essas espécies florescem apenas em períodos específicos do ano, requerem um cuidado na hora de regar, nem muita e nem pouca agua é o ideal, mas quando abrem a sua flor, são as mais belas paisagens decorativas dentro de uma casa.

Portanto, elas podem ser combinadas em jardim verticais, com mini arbustos na sala, ou ganhar destaque em um vaso aconchegante em cima da mesa de jantar. Todo lugar da casa merece uma orquídea para deixar o ambiente mais belo e feliz.

 

Gostou deste texto sobre como cultivar plantas dentro de casa? Então aproveite para compartilhar com os seus amigos esse post para que todos saibam como decorar os diferentes ambientes da casa com as flores. Afinal, quem não quer uma casa mais bela e harmoniosa.